Campus Coelho Neto celebra aniversário com entrega de máscaras de proteção

0

Instituto produziu máscaras e arrecadou produtos de limpeza e higiene pessoal, que foram doados para a comunidade.

O dia 23 de abril de 2020 marcou a celebração dos 7 anos do Instituto Federal do Maranhão (IFMA) Campus Coelho Neto. Para comemorar a data, a unidade realizou, nesse dia, a entrega das primeiras 76 máscaras de proteção (face shields) e produtos de limpeza e higiene pessoal para a comunidade. Na ocasião, autoridades locais e a comunidade acadêmica puderam compartilhar experiências e perceber a importância da atuação das instituições públicas em época de pandemia. Houve ainda o corte simbólico do bolo de aniversário.

Segundo o diretor-geral do campus, Anderson Oliveira, esse projeto é de grande importância para a população de Coelho Neto e região, pois possibilitará aos profissionais da saúde o desenvolvimento de suas atividades com maior segurança. “Temos que cuidar de quem está cuidando de nós”, ressaltou o diretor. Na oportunidade, o diretor de Desenvolvimento de Ensino, Aécio Martins, também falou da importância do trabalho desenvolvido pelas instituições públicas, por meio de ações que promovam o ensino, a pesquisa e a extensão.

As máscaras foram confeccionadas com uso da impressora 3D do Laboratório de Automação Industrial do campus, por meio do projeto coordenado pelo professor Jussiê Soares. O aluno egresso do curso técnico subsequente em Automação, Alan, diretamente ligado à confecção das máscaras e supervisão da impressora 3D do laboratório do respectivo curso declarou que “o projeto vem sendo bastante importante, pois estamos produzindo máscaras para os profissionais da saúde nesse momento de dificuldade. Sabemos que os EPIs [equipamentos de proteção individual] estão escassos no mercado e, com auxílio da impressora 3D do campus, estamos suprindo essa falta de equipamentos e, assim, consequentemente ajudando no combate à Covid-19”

Não estava nos planos comemorar o aniversário de 7 anos do IFMA Coelho Neto à distância. Contudo, com o período de distanciamento social foi necessário se adaptar à situação. Com a chegada do dia 23 de abril, inspirado por campanhas similares, o diretor de Desenvolvimento Educacional, Aécio Martins, motivou os servidores a participarem de uma campanha de fotos que pudessem ser feitas da casa de cada um, para comemorar o aniversário do campus e reforçar a mensagem de combate à Covid-19.

O desafio consistiu em promover uma mensagem através de placas que pudessem ser exibidas nas fotos. A mensagem exibida nas fotos foi: “Estamos em casa, porém, continuamos trabalhando agora, não somente pela educação pública, gratuita e de qualidade, mas também, no combate à Covid-19, com distanciamento social e fortalecimento científico. Vamos superar juntos! IFMA Campus Coelho Neto, 7 anos fazendo a diferença na vida de milhares de maranhenses”. A atividade contou com a participação de aproximadamente 32 servidores e a arte gráfica resultado da junção de todas as fotos foi publicada nas redes sociais do Campus Coelho Neto.

O professor Aécio Martins realizou, ainda, a coleta de dados a respeito de algumas ações realizadas pela unidade ao longo desses 7 anos no tocante às esferas de atividades de ensino, pesquisa e extensão, bem como informações sobre gestão, biblioteca, egressos e assistência estudantil. As informações, também, foram amplamente divulgadas através das redes sociais do campus

“Isso é o amor”: esperança por meio da música

Sob a supervisão da professora de Música do campus, Glícia Silva, o grupo de música composto por alunos e egressos gravaram vídeos cantando a música “Isso é o amor” de Miro Santoli, que trouxe uma mensagem de esperança no amor e em dias melhores. A atividade foi realizada pelos educandos à distância. Cada aluno fez a gravação em sua própria casa e o material produzido foi editado sob a supervisão e a orientação da professora.

O vídeo, de cerca de cinco minutos de duração, foi publicado nas redes sociais do campus e compôs mais uma das homenagens realizadas pela comunidade escolar que, neste momento, encontra-se em distanciamento social, porém crendo em um retorno muito em breve e na possiblidade de podermos abraçar uns aos outros, como diz o trecho da canção: “Perdoando a quem nos maltratou, espalhando o amor que Cristo ensinou. Vem abraçar! Há tanta coisa a consertar. Vem amigo! precisamos conversar… Isso é o Amor…!”

Para a professora Glícia Silva, “toda a dificuldade de executar a atividade, à distância, foi recompensada diante do resultado final, da mensagem que foi transmitida e da observação do quão motivados os alunos sentiram-se em expressar o carinho que têm pelo campus e pelo que ele representa na região”. A professora ressaltou, ainda, o papel importante da música neste momento na vida das pessoas como instrumento que auxilia na redução do estresse e da ansiedade causados pelo isolamento social.

Receba nossas atualizações em tempo real diretamente no seu dispositivo, inscreva-se agora.