Mulher Destaque: Clarismar Assunção Lima

Mulher Coelhonetense em destaque Especial 
Uma Batalhadora!
O Portal de Eventos Cn Bambu, retoma uma nova edição da Página que confere às mulheres o reconhecimento e valorização, destacando não a sua beleza estética e sim a grandiosidade de sua história na busca pela conquista de seus sonhos e a sua contribuição direta ou indireta com a nossa cidade.
Nesta dia especial para todas as mulheres do mundo inteiro, homenageadas com seu dia 08 de Março, apresentamos para nossos internautas em nossa página, uma mulher, mãe de família, dona de casa, trabalhadora, empoderada pela sua luta na superação dos desafios e sonhadora com um futuro prospero. CLARISMAR ASSUNÇÃO LIMA.

PRIMEIROS PASSOS

Nasceu em Pedreiras-Ma, tendo vindo ainda criança para Coelho Neto, cidade que escolheu para viver. Filha do casal: Miguel Assunção e Maria de Jesus Bezerra Assunção, já falecida, casou-se ainda muito jovem, no ano de 1.980, com o Sr. Isaias José de Lima, com quem teve três filhos, Carlos Roberto de Lima, Isaias José Lima Junior e Miguel Assunção Neto, que lhe deram de presente sete netos. No ano de 1.986, a vida lhe reservou um dos momentos mais tristes de sua caminhada, em viagem a passeio para visitar seus familiares, seu esposo veio a falecer. Viúva com seus filhos para criar teve que tomar decisões importante, foi quando em 1.989, teve seu primeiro emprego com carteira assinada, na Empresa Itapagé, na função de Camareira, na então casa de hóspedes, onde permaneceu por um ano de oito meses. Na busca de melhores condições na criação de seus filho e seu próprio crescimento, deixou seu emprego e resolveu ir morara em Brasília, no ano de 1.990, com sua irmão, onde trabalhou como sócia em uma confeitaria, por cinco anos.

A VOLTA

Em 1.996, retornou a Coelho Neto, para mais um capítulo de sua caminhada, se integrou ao GRUJOP, um grupo de jovens que na época realizavam trabalhos culturais e sociais na comunidade da Pimenteira, mais precisamente no CREPI, um clube da comunidade e em vários pontos da cidade, se tornando mais conhecida, pode mostrar suas qualidades, no ano seguinte, foi convidada para trabalhar no Sindicato dos Papeleiros, SINPACEL, começando como zeladora, sempre pronta a servir e aprender, desenvolveu várias funções, sempre como muita responsabilidade e compromisso, o que lhe deu o direito a uma nova função, Auxiliar de Escritório, permanecendo por dezenove anos
 
UMA NOVA MULHER

Novamente sentiu que chegava a hora de retomar um sonho, voltar a estudar e fazer sua Graduação, ser uma mulher formada. Ingressou na Faculdade Facam, onde cursa Administração de Empresas, estando na fase final, a um passo da superação de mais um entre tantos desafios que a vida lhe reservou. Um outro era de cuidar um pouco mais de perto de seu Pai, de sua casa, dos filhos que nunca crescem para as mães e paparicar com seus netos, sem deixar de batalhar por um novo mundo no campo profissional.

 Edição de texto: Toinho da Cultura
fotografia e postagem: Euvlides Filho 

Comentários