Com baixa procura, vacinação contra a gripe é prorrogada até dia 9 de junho

 

Campanha terminaria amanhã, mas Ministério da Saúde decidiu dar mais prazo

Mulher toma vacina contra gripe em campanha - Agência Brasil

 

RIO - A campanha de vacinação contra a gripe, que terminaria nesta sexta-feira, foi prorrogada até o dia 9 de junho. As doses começaram a ser aplicadas no público-alvo em 17 de abril, mas ainda é baixa a procura nos postos de saúde. Segundo o Ministério da Saúde, o objetivo é imunizar 3,8 milhões de pessoas no Estado do Rio, mas apenas 49% buscaram atendimento até o momento. Em todo o país, a campanha espera atingir 54,2 milhões de habitantes, mas, desse total, somente 63,6% foram vacinados.

O Rio é segundo estado com a menor procura pela imunização, ficando atrás apenas de Roraima, que vacinou 47,91% das pessoas. O público-alvo da campanha é formado por idosos, crianças de 6 meses a 4 anos, trabalhadores da área de saúde, gestantes e mulheres até 45 dias após o parto, que são considerados os grupos mais vulneráveis aos quadros graves e complicações da doença, professores das redes pública e privada, população privada de liberdade, trabalhadores do sistema prisional e pessoas portadoras de doenças crônicas não transmissíveis ou com outras condições clínicas especiais.

O principal objetivo da vacinação em massa é reduzir as internações, complicações e mortes em decorrência das infecções causadas pelo vírus influenza. A vacina é aplicada às vésperas do inverno, período de maior incidência da doença. Estudos apontam que a vacina contra a gripe pode reduzir de 32% a 45% o número de hospitalizações por pneumonias e de 39% a 75% da mortalidade global e em, aproximadamente 50%, as doenças relacionadas ao influenza.

 

  •  
  • Público-alvo da campanha Foto: Márcia Foletto / Agência O Globo

    Público-alvo

    O público- alvo da campanha, além das crianças de seis meses a 4 anos, são idosos, gestantes, mulheres no período de até 45 dias após o parto, indígenas, presos, doentes crônicos e profissionais de saúde. Também estão no público-alvo este ano os professores das redes pública e privada e os trabalhadores do sistema prisional.



Leia mais: https://oglobo.globo.com/rio/com-baixa-procura-vacinacao-contra-gripe-prorrogada-ate-dia-9-de-junho-21393913#ixzz4i81ExnwU 
stest 

Comentários